LOGO-Projeto-Escola-Biblica-590x3011

Devoção:Professor lembre-se de dedicar uma parte do tempo para investir em sua vida devocional. É imprescindível que você ore a Deus, leia e estude a Bíblia Sagrada e interceda por seus alunos. Não se esqueça de pedir ao Espírito Santo para transformar a vida de cada um de sua classe também nos momentos em que a lição estiver sendo ministrada.

 

Slides:Acesse o link:http://portaliap.com.br/2015/09/apocalipse-o-triunfo-final/, faça o download dos slides e utilize-os para enriquecer ainda mais o estudo da lição.

 

Comentários adicionais: Nesta lição 1, temos os seguintes comentários:

Relevância do livro de Apocalipse 1: “‘sobe para aqui’, diz-lhe a misteriosa voz (Ap 4:1); e João transportado para dentro das regiões tão estranhas e remotas que muitos cristãos hesitam em explorá-las com ele. Os evangelhos e as cartas são mais familiares e mais acessíveis. Será que este extraordinário livro do fim da Bíblia, pertencente (em mais de um sentido) a um mundo inteiramente diferente, tem algo a ver com o pragmatismo de vida do século XX [e XXI]? Desde princípio, no entanto, o livro de Apocalipse afirma ter sido escrito para o benefício, não de uma minoria da igreja, mas de todos; e não para sua própria época somente, mas para a igreja em todas as épocas. Como todo o resto da Bíblia, o Apocalipse fala hoje.” (WILCOCK, Michael. A mensagem de Apocalipse: eu vi o céu aberto. 2 ed. Tradução de AlexandrosMeimaridis. São Paulo: ABU, 2008, p.8).2.A relevância do livro de Apocalipse 2:“Todos os escritos do Novo Testamento foram destinados especificamente para os cristãos do primeiro século, mas não hesitemos em aceitar sua relevância para os cristãos modernos. Ora, se agimos assim a respeito dos livros que foram escritos especificamente para pessoas ou grupos, quanto mais as partes do Novo Testamento que foram escritas especificamente para os cristãos em geral!” (Idem).

 

3. O número 7: “Não há nenhuma indicação nas sete igrejas que elas representem sete períodos sucessivos da história da igreja. Mas sete era um dos números favoritos de João, e parece ter sido o símbolo de plenitude, estar completo. João escolheu estas sete igrejas que ele conhecia bem para que elas servissem a igreja toda. Sete não é um número sagrado. O Anticristo tinha sete cabeças e sete coroas (13:1). O significado aqui é diversidade dentro da unidade básica. Desta forma João indicou que apesar de endereçado a sete igrejas conhecidas dele o Apocalipse era para toda a igreja.” (LADD, George Eldon. Apocalipse: introdução e comentário. Tradução de Hans UdoFuchs. São Paulo: Vida Nova e Mundo Cristão, 1980, p.21).

4. A ilha de Patmos: “Patmos era uma das diversas ilhas pequenas a sudeste da costa da Ásia Menor. Tinha uns 16 quilômetros por 10, uma ilha nua, vulcânica, com elevações de até 300 metros. Na literatura romana encontramos indicações de que ilhas como esta eram usadas para exilar criminosos políticos.” (Ibidem, p.25).

 

Produção de vídeos: Dentro de suas possibilidades, você pode pedir que seus alunos gravassem vídeos de 40 segundos ou mais, respondendo “o que você acha de Apocalipse?”. Esses vídeos devem ser mandados via Whatsapp ou de outra forma, antes do dia da lição, e devem ser reunidos, e exibidos no sábado para seus alunos, na introdução da lição. Depois faça uma ponderação de como a lição deste trimestre visa nos orientar a respeito dos fins dos tempos, por meio de Apocalipse.

 

Dinâmica: Após expor a introdução, faça uma dinâmica com a classe. Leve um pedaço de tecido preto ou uma venda para tampar a visão de um de seus alunos (você pode combinar previamente com algum deles, ou pedir um voluntário na hora). Antes de expor o item 1, vende o aluno e faça-o andar pelo espaço da classe. Deixe ele(a) caminhar sozinho, mesmo com tropeços e dificuldades. Depois de um tempo, retire a venda e use essa lustração para explicar o conceito de “revelação”, presente no início do item 1.

 

Fotos:Enriqueça sua explicação com fotos da ilha de Patmos, facilmente encontradas com uma rápida pesquisa no Google. Assim, seus alunos entenderão melhor o ambiente de onde o apóstolo João escreve.

Tags